o que é turonver

Turnover: o que é, como calcular o índice e reduzir impactos na empresa

Uma das grandes preocupações de gestores e profissionais de recursos humanos (rh), é referente ao índice de rotatividade de seus colaboradores, o chamado turnover.

Todo empreendedor ou profissional de rh sabe o quanto é difícil captar e reter talentos.

O custo com a contratação de novos profissionais, levando em consideração os custos de recrutamento, integração e treinamento para uma nova contratação, faz com que a empresa desembolse de 12 a 18 meses de salário para repor um membro.

Apesar do prejuízo ser algo claro para equipe de RH, ainda existem muitos obstáculos na hora de calcular esse índice e obstáculos são maiores ainda na hora de tentar reduzi-lo.

Para auxiliar na gestão de pessoas, manter funcionários motivados e engajados com o propósito da organização na busca do menor índice de turnover possível, desenvolvemos este artigo para ensinar de forma prática como medir e criar métodos para reter talentos.

O que é turnover?

Turnover é uma palavra de origem inglesa que significa rotatividade, renovação.

É o índice que mede a rotatividade dos funcionários dentro de uma empresa, ou seja, é o que mostra a quantidade de funcionários que se desligam da empresa em determinado período de tempo. É visto como indicador-chave para o funcionamento de um negócio, visto que vivemos em um cenário onde a contratação e demissão é corriqueira.

É natural que em toda empresa haja um percentual de turnover, o que por um lado é benéfico para o aumento de inovação e evolução do negócio. Entretanto, é preciso estar atento a esse percentual, pois não pode gerar grandes prejuízos e desgastes na equipe.

Para calcularmos o índice corretamente, primeiro é preciso diferenciar os dois tipos existentes: o turnover involuntário e o turnover voluntário.

Turnover involuntário: tomada de decisão da empresa

O turnover involuntário acontece quando a empresa toma partido na demissão do colaborador, resolvendo demiti-lo por má conduta, quebra de cláusulas contratuais, baixa produtividade, conflitos com colaboradores, corte de gastos ou outros motivos.

Neste caso, é preciso estar atento para os motivos que levaram a decisão de desligamento do funcionário, uma vez que este motivo pode indicar outros problemas de gestão organizacional.

É importante que o time de recursos humanos avalie todos os pontos e se não existem mais maneiras de fazer com que o funcionário evolua dentro da instituição. Considerando que os gastos são altos na futura contratação e capacitação de um novo profissional.

Turnover voluntário: tomada de decisão do colaborador

O turnover voluntário acontece quando o próprio colaborador decide sair do seu cargo, também é um tipo de rotatividade muito comum.

Esse desligamento pode ser um pouco mais difícil de entendimento por parte do rh, isso pois pode acontecer por variados motivos: desde insatisfação com a remuneração, busca por novos desafios ou problemas pessoais.

Neste caso, é  essencial que o time de recursos humanos faça um entrevista demissional com o funcionário e busque entender o real motivo pelo seu desligamento na empresa. O que torna possível enxergar o panorama da organização e desenvolver estratégias para a retenção de talentos.

Como calcular o índice de turnover?

Primeiro, o turnover precisa ser visto como um indicador de desempenho (KPI – Key Performance Indicator) pela organização. É necessário medir a rotatividade para que possa ser traçado metas de redução, uma vez que influencia diretamente na produtividade e nos gastos da empresa.

O cálculo de turnover é feito da seguinte maneira:

Turnover (%) = funcionários que saíram da empresa / total de funcionários no mesmo período x 100.

Suponhamos que sua empresa teve no ano de 2018 o total de 60 funcionários, e que neste mesmo ano foram desligados 10 funcionários. O cálculo ficaria assim:

Turnover (%) = 10 / 60 x 100.

Turnover = 16,6%

O índice de rotatividade da sua empresa seria de 16,6% no ano de 2018. Não para por aí, para sabermos se está alto ou baixo é necessário ter referência.

Qual o índice ideal de turnover para uma organização?

Essa pergunta é muito relativa, pois alguns setores ou empresas costumam ter índices mais altos que outros. É comum que restaurantes, empresas de limpeza, call centers e outros segmentos tenham níveis maiores devido a condição de trabalho e tipo de serviço.

Especialistas dizem que o nível ideal esteja na casa dos 5%, entretanto, nem sempre essa porcentagem representa risco para organização. Tudo vai de acordo com o momento que a empresa está passando e se o KPI diverge muito do anterior, por isso a importância de estar sempre atento ao índice.

Se a sua organização não está dentro de um setor com alta rotatividade, o ideal é que o nível não ultrapasse a 10% ao ano.

Como reduzir a rotatividade dos colaboradores?

Agora que você já entendeu a importância desse KPI e como medi-lo, é necessário pensar em ações que possam reduzir o turnover na empresa e possibilitar a retenção de talentos.

Para isso, selecionamos algumas práticas que visam essa redução, lembrando que todas os métodos adotados devem sempre ir de acordo com a cultura e gestão da própria empresa.

Benefícios competitivos com mercado

Para que seus funcionários se sintam motivados e valorizados, ter uma política de benefícios competitiva pode ajudar na retenção de talentos.

Os benefícios podem ser: plano de saúde, vale refeição adequado com ticket médio da região, vale alimentação, vale cultura ou até mesmo a adoção de campanhas de incentivo que visam premiar o colaborador de acordo com sua performance.

Aprimore seu processo de seleção

A Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH), revelou em uma pesquisa que 90% dos profissionais de rh não contratam de maneira eficiente. Alertando sobre a importância de um planejamento criterioso, baseado na cultura organizacional.

Outro ponto que deve ser levado em consideração, são as competências que vão além dos títulos e experiência profissional. Neste ponto, a análise comportamental pode apontar questões importantes para o recrutador.

Reconheça talentos

O trabalho bem feito merece ser reconhecido, reconhecer um profissional faz com que ele se sinta motivado e engajado com o propósito do seu negócio. A falta de reconhecimento pode causar profundas frustrações e contaminar toda uma equipe.

Ofereça um plano de carreira

O plano de carreira gera alto impacto na retenção de talentos, pois o colaborador se sente motivado a crescer dentro do negócio, fazendo com que ele se empenhe mais e não busque novas oportunidades.

Traçar um plano de carreira faz com que a empresa crie um ambiente mais desafiador, que busca recompensar os melhores profissionais de acordo com sua performance. Esta com certeza é uma solução para desenvolver um quadro de funcionários comprometidos com resultados.

Busque sempre aprimorar seu modelo de gestão

Reduzir o turnover é fundamental para obter bons resultados nos negócios e criar um ambiente onde todos se sintam confortáveis e empenhados a realizar suas ações.

Para isso, é necessário estar atento ao perfil dos colaboradores e buscar maneiras de implementar boas práticas que fortaleçam a cultura da organização.

Coloque em prática o que você aprendeu neste artigo, esteja atento ao índice de rotatividade e busque melhorias nas condições de trabalho de acordo com sua realidade.

Gostou? Inscreva-se na nossa newsletter e fique sempre atualizado sobre melhores práticas de gestão.

Post a Comment