programa de incentivo não é só para vendedores

Programa de incentivo não é só para vendedores

Diferente do que muitos imaginam, programa de incentivo não funciona apenas para motivar a equipe de vendedores, é possível incentivar qualquer departamento em qualquer segmento. 

Neste artigo vamos contextualizar e exemplificar como marketing de incentivo pode beneficiar diferentes departamentos e segmentos, para que ao final da leitura você consiga criar campanhas direcionadas a qualquer público que esteja envolvido com sua empresa. 

O que é um programa de incentivo? 

Gerar motivação no ambiente corporativo é um trabalho árduo dos gestores, e é o que leva o crescimento empresarial. Quando a organização oferece ao seu funcionário a oportunidade de crescimento pessoal, automaticamente é gerado um sentimento de participação e realização, que resulta em estimular a produtividade. 

O programa de incentivo nasce para incitar que todos realizem suas funções e estejam engajados com o propósito do negócio, criando um ambiente mais dinâmico e eficiente. 

Entretanto, a realização é algo pessoal e intransferível, cada um possui suas aspirações e desejos. Sendo assim, o que leva a motivação de cada colaborador é algo único, o que motiva um funcionário não é o mesmo que motiva a equipe inteira. Compreendendo isso, fica claro que um programa de incentivo não deve conter a mesma recompensa para todos.

É papel dos líderes e gestores compreender o que move cada funcionário, para conseguir então motivá-lo. As mecânicas podem ser iguais, as metas devem variar de acordo com as funções exercidas e o prêmio deve ser pessoal e ter relação com quem está sendo premiado. 

Qual setor pode participar do programa de incentivo?

A resposta é: todos

A única premissa para participar de um programa de incentivo é ter metas para alcançar, ou seja, todos os funcionários da empresa podem participar. Reforçamos que, para uma campanha de incentivo ser efetiva as metas devem ser específicas e não genéricas, devem ir de acordo com a função que o colaborador exercer. Podendo ser quantitativa ou qualitativa.

Exemplo:

Em uma empresa de software a equipe de vendas têm a meta de aumentar em 15% a receita total da venda do produto em relação ao mês anterior. 

O time de Customer Success têm a meta aumentar em 10% a satisfação dos clientes que solicitaram atendimento, sendo esse nível de satisfação medido através de pesquisa de atendimento. 

Os gestores têm a meta de aumentar em 20% a avaliação dos funcionários na pesquisa institucional no que se refere a feedbacks.

Esses exemplos são pensando em metas coletivas para cada setor, entretanto, pode-se pensar também em metas individuais para cada membro do setor. 

Além disso, com um programa de incentivo além de você incentivar sua equipe interna, você pode incentivar também: clientes finais, distribuidores e promotores. Basta criar uma campanha que converse com o público escolhido e que tenha metas e premiações de interesse comum

Avalie a performance dos colaboradores

Os gestores devem estar atento ao desempenho dos participantes, durante a campanha é preciso criar uma comunicação em paralelo com ações que visem engajar o participante. 

Recomendamos que toda ação de incentivo tenha início, meio e fim. E que, de preferência, a metas sejam estipuladas para correr em curto espaço de tempo. Quanto antes um participante ganhar uma premiação, mais rápido os outros irão se engajar com a campanha e correr atrás de alcançar sua meta para ganhar também. 

Lembre-se de elaborar um planejamento alinhado e organizado, definir metas, mecânicas, regulamento e uma comunicação clara e eficiente. 

Quer receber outras dicas de como aplicar o incentivo na sua organização? Assine nossa newsletter e aprenda com quem tem 12 anos de mercado atendendo as maiores empresas do Brasil e do mundo!

Post a Comment